Conheça a Bateria Eletrônica DTX400 da Yamaha

// Nenhum comentário:
Nesse artigo você encontrará uma análise da bateria eletrônica DTX400 da Yamaha, um instrumento que dificilmente deixaria dúvidas sobre suas qualidades.

Se você tem forte interesse em aprender a tocar, estudar um instrumento de percussão, como o caso da bateria, não pode perder o conteúdo a seguir.


Uma das grandes vantagens de quem decide por uma bateria eletrônica para iniciar seus estudos é o espaço economizado (levando em conta a proporção de uma bateria acústica), além de outro fator importante, o controle do volume.

Mesmo parecendo besteira a possibilidade de regular o volume é algo crucial para quem utiliza sua própria residência para estudar, pois desse modo você evitará conflitos com familiares e vizinhos.  


Características

Logo a seguir você encontrará as principais características da bateria eletrônica DTX400 da Yamaha. Confira!

  • kit eletrônico compacto
  • Pedal controlador de Hi-Hat 
  • Pedal digital de bumbo
  • Pratos e Hi-Hat de 10”
  • Pad´s de 7,5” de tons e caixa
  • Novo módulo DTX400 com 169 sons de alta qualidade
  • Kits de bateria editáveis
  • Funções de treino interativas com Voice Guidance
  • Músicas de acompanhamento 
  • Rack robusto que garante estabilidade

A bateria eletrônica DTX400 da Yamaha possui um som bem natural. As peças que compõem a estrutura desse instrumento foram planejadas de forma bem inteligente o que permite o emprego de força na batida, nuances e dinâmicas variadas sem risco de comprometer a bateria.

O kit eletrônico compacto possui inúmeros timbres de caixa, tons, bumbos e pratos, e todos são interessantes, pois conferem uma realidade dos timbres.

Outra coisa bem legal da DTX400 são os kits editáveis, pois permitem que os músicos possam fazer uma seleção dos sons que mais agradam.

Assista O Vídeo Abaixo

E se você ainda tem muitas dúvidas sobre a bateria eletrônica DTX400 da Yamaha, poderá acompanhar no vídeo a seguir, mais detalhes sob o olhar de André Barone. Confira!

Música e Emoção

// Nenhum comentário:
Hoje venho falar de um assunto muito importante e que tem sido deixado de lado por muitos, inclusive os iniciantes da música. A técnica precisa trabalhar de mãos dadas com a emoção!  

É possível acompanhar em diversos canais midiáticos, programas televisivos, vídeos caseiros, shows exibidos na rede, inúmeras apresentações de performances musicais e o que mais impressiona é a capacidade de um artista para emocionar seus espectadores e ouvintes por meio de sua performance, seja cantando ou tocando.   

 Algo essencial garante a fórmula certa que todo artista precisa ter para cativar um público e ser reconhecido, é importante não deixar isso passar, pois pode definir curso do seu caminho musical, o sucesso ou o fracasso.  

Todo artista musical precisa transmitir emoção para o púbico que o assiste. Essa é a chave que poderá conduzi-lo ao sucesso. Quando você está determinado em aprender a tocar algum instrumento musical, ou a cantar, geralmente o que mais lhe preocupa são os conhecimentos teóricos e as técnicas empregadas pelos artistas que você tem como referência.


Contudo, você precisa ir além! É essencial que todo artista, ou em outras palavras, quem se propõe a exibição de seus talentos musicais, consiga fazer interpretações musicais dignas de serem lembradas.

Se você já toca e faz apresentações para amigos, vizinhos, familiares, toca em igrejas, ou em outros lugares, precisa atentar-se para essa questão.

Passe a investir no seu lado emocional, quando estiver se apresentando tenha sempre em mente as técnicas que irá utilizar para garantir a qualidade de sua apresentação, mas acima de tudo, esteja preparado emocionalmente, garanta o brilho no olhar daqueles que te cercam, invista em coisas que poderão enriquecer seu espirito e desta forma alcançará resultados jamais vistos antes.

A música mexe com os sentidos das pessoas, e quando apreciamos um artista é devido a sua capacidade de tocar em nossa alma.



Cantor Luiz Arcanjo Prepara Novo Disco

// Nenhum comentário:
Luiz Carlos da Silva, mais conhecido por Luiz Arcanjo é cantor, compositor, vocalista e um dos fundadores da banda Trazendo a Arca.

Luiz Arcanjo compôs boa parte das canções gravadas pela banda Trazendo a Arca. Em 2009 o cantor lançou seu primeiro álbum solo intitulado “Luiz Arcanjo” produzido por Jamba. O cantor possui muitas influências da música popular brasileira, como também do samba.

Podemos ver isso logo na primeira faixa do mesmo álbum, a canção “Samba pra Deus”. Luiz Arcanjo mostrou em seu primeiro trabalho que sabe bem como trabalhar através dessas influencias.


Cantor se apresentando
Até o final de 2016, o cantor lançará seu novo projeto, e a gravadora Sony Music Brasil ficará responsável pela distribuição. Luiz Arcanjo revela que está na fase final da produção de seu mais novo disco e inclusive destacou que:
O repertório está praticamente fechado e já posso adiantar que está muito forte, será um disco de MPB e possivelmente será o Jamba quem vai produzi-lo. Quanto à participações, posso dizer que será um time violento de músicos e cantores amigos.

3 Dicas para melhorar a 'Presença De Palco'

// Nenhum comentário:
Fala galera Music, hoje venho falar de um assunto muito importante para quem participa de eventos musicais, quem faz shows ou até mesmo aqueles que tocam para os amigos.

A presença de palco é algo vital para a sua apresentação musical, você sabia disto? Boa parte do sucesso de sua apresentação está relacionada a essa questão, além de suas habilidades musicais e performance em si.

Sem uma presença de palco garantida você estará comprometendo sua apresentação, pois ela proporciona o contato com o público. 

Muitos se enganam por acreditar que apenas as habilidades e técnicas empregadas numa exibição permitirão com destreza uma proximidade do público. É preciso criar uma ponte entre o que se faz e quem está assistindo/escutando. Lembre-se sempre disso!

Se você tem dificuldades para uma maior proximidade e conexão com seu público, logo a seguir poderá encontrar algumas dicas para ajudar no desenvolvimento da sua presença de palco.

Dica 1: Use espelhamento

Quando você começa a se apresentar para algum público, é crucial ter em mente que ele poderá gostar bastante de você e de sua performance. Entregar ao público algumas deixas físicas para que eles fiquem bem interessados é utilizar o princípio de espelhamento.

Você precisa transmitir sua energia e contagiar o público, e lembrar que antes mesmo de iniciar seu show, todos estarão lhe observando. Cada passo, gesto, expressão, olhar, tudo isso será notado por quem está lhe assistindo.

Quer um exemplo do princípio de espelhamento? Durante sua apresentação, entre uma canção e outra e também no fim de sua apresentação, aplauda o público e você perceberá o retorno dele em aplausos, perpassando a ideia de que tudo ocorreu bem.

Dica 2:  Use expressões faciais corretamente

Essa é uma das questões mais polêmicas, principalmente para os que cantam e por vezes fazem caras e bocas para alcançar uma nota, ou impingir determinada técnica. Quando estiver se apresentando tome bastante cuidado com a sua expressão, pois ela pode passar uma mensagem equivocada para o público.
Procure se observar quanto a isso, elabore mentalmente a imagem que deseja transmitir as pessoas, e também a mensagem que a canção está passando. Não daria, por exemplo, para cantar uma canção dramática sorrindo. Você precisa ser coerente!

Dica 3: Interaja com o público

Faça o público participar da música. Faça perguntas que não sejam clichês, faça quem te assiste vibrar, permita que eles possam participar como se não houvesse distinção naquele momento. Proporcione uma interação tão grande que as pessoas ficarão confortáveis. Desta forma estará contagiando os que estão ao seu redor.

Logo abaixo você poderá ver na imagem, muitas pessoas pararam para assistir músicos de rua. É sobre isto que estamos falando. A presença de palco não é algo exclusivo de quem faz show gigantescos, de artistas profissionais. Presença de palco precisa ser desenvolvida em quem se propõe a lidar com público.

Apresentação musical na rua
Você precisa cativar quem passa na rua, cativar seus amigos na sala de sua casa, cativar as pessoas que estão te assistindo num restaurante, igreja. Seja aonde for, desenvolva sua capacidade de ganhar as pessoas. E verá a recompensa na forma de sucesso!

Conheça o Violão CPX900 da Yamaha

// Nenhum comentário:
Fala Galera Music, hoje vocês poderão ver a análise de um violão. Esse post é dedicado a você que iniciou, ou pretende iniciar seus estudos de violão. Você poderá conhecer um pouco sobre o violão CPX900 da Yamaha.

O violão CPX900 da Yamaha é o violão eletroacústico excelente! Ideal para quem está estudando música. O grande diferencial desse instrumento é o som plugado natural com incrível dinâmica e ressonância.

Esse violão foi elaborado visando oferecer uma performance de qualidade com um estilo único, e por um preço bem acessível comparado a outros instrumentos do segmento.


Especificações

O violão CPX900 da Yamaha é o mais encorpado da linha CPX. Possui o tampo maciço em Solid Spruce, laterais e fundo em Flamed Maple e braço em Nato. Um detalhe para suas tarraxas Die Cast Douradas. Destaque para o seu pré-amplificador System 57 A.R.T. de 3 vias. Essas 3 vias significam que o violão possui controles separados para cada 2 cordas do violão, isso graças ao seu captador pick-up de contato. 

Para melhor compreensão da estrutura desse violão, você poderá ver as principais especificações logo a seguir.

Tampo
Solid Spruce
Laterais
Flamed Maple
Fundo
Flamed Maple
Escala
Rosewood
Ponte
Rosewood
Braço
Nato
Tarraxas
Diecast Gold (TM-29G)
Pré-amplificador
System57 3way A.R.T.
Cores
Natural, Mocha Black, Ultramarine, Brown Sunburst
Acabamento
Gloss

Além das especificações mencionadas anteriormente, vale dizer que o violão CPX900 da Yamaha é menor e mais confortável para o manuseio do violonista, e mesmo assim com caixa acústica bem ampla e possui um som encorpado.

Confira a seguir, a demonstração do violão CPX900 feita pelo Tuco Marcondes     

No vídeo abaixo você poderá acompanhar através do olhar de Tuco Marcondes, uma descrição mais rica em detalhes do instrumento e poderá ter uma noção da sonoridade do mesmo. Não deixe de assistir! 


Qual Instrumento Devo Estudar?

// Nenhum comentário:
Teclado, bateria, violão, flauta, violoncelo, violino, saxofone, piano, e outros inumeráveis nomes complementam a lista dos instrumentos que seriam possibilidades para qualquer pessoa estudar, se dedicar.

Considero que uma das questões mais difíceis para quem se propõe ao estudo musical é justamente “Qual instrumento devo estudar?”. Você olha para um pianista de sucesso hoje, aquele batera que manda muito bem no workshop, o guitarrista de uma banda famosa relatando suas experiências musicais, mas será que já passou pela sua cabeça que eles já tiveram essa dúvida antes de alcançarem sucesso na música?

A seguir você verá alguns pontos importantes que lhe auxiliarão na escolha do seu instrumento ideal.


Identificação pessoal

Quando for escolher o instrumento que irá estudar, procure conhecer um pouco sobre os instrumentos que mais tem interesse, mesmo sendo um interesse superficial, partindo daí você já terá feito um grande esforço!

Afinidade com o instrumento

Dos instrumentos que você considerou boas alternativas para seu aprendizado pessoal, procure agora ir além, investigue um pouco mais sobre estes, observe o tipo de som que você curte, como também a sonoridade de cada instrumento. Isso pode te levar ao caminho certo.

Viabilidade para o estudo

Algo a ser pensando é a viabilidade para o estudo de determinado instrumento, infelizmente além da intenção, existem outros fatores que influenciam fortemente, podendo ser favoráveis ou não. Fatores como: alto preço de custo, tamanho do instrumento (um piano de cauda, por exemplo é bem espaçoso), o que demandaria espaço, instrumentos elétricos que precisam de amplificadores e acessórios.

Fruto de prazer

Esse é um quesito muito ligado ao primeiro. Você precisa encontrar no estudo do instrumento que escolher, fonte de prazer. Precisa ser algo que te traga vida. Então o principal termômetro para realmente saber se fez a escolha certa é sua vibração ou a ausência dela quando pegar no instrumento.

Para toda regra existe, sim, aquela exceção. A música é algo estupendo e magnífico e sem sobras de dúvidas, existem pessoas que já nascem com talentos e uma grande inclinação musical. Para estes a escolha de um instrumento para seu aprendizado, (talvez até mais que um), não foi algo tão complicado.

A escolha de um instrumento musical para o estudo é algo que envolve as experiências individuais e gosto de cada um, por isso vale fazer essa observação.

Sendo fácil ou complexo, após a escolha de um instrumento, (é melhor dedicar-se ao estudo de um instrumento do que tentar estudar vários instrumentos simultaneamente), você precisa ter disciplina consigo mesmo e dedicar-se ao máximo se realmente quer ver resultados positivos. 

Invista num bom curso, planeje-se bem, tenha organização e comprometimento. Lembre-se, a chave para seu sucesso musical está somente em suas mãos!!



Conheça O Baixo EGB 4100 Da Eagle

// Nenhum comentário:
Fala Galera Music, como estão todos? Tenho boas novas para quem toca ou se interessa bastante por baixo. Um instrumento muito rico em detalhes e quando bem tocado garante todo brilho e vivacidade de qualquer canção. Se você está começando a estudar esse instrumento quero parabenizá-lo. Dedique-se e corra atrás com afinco!

Conforme falei anteriormente, você será beneficiado neste artigo com informações sobre um instrumento, o baixo de 4 cordas EGB 4100 da Eagle. Confira!

O baixo EGB 4100 da Eagle possui um visual bem encantador e sua estrutura é diferenciada, o corpo do instrumento foi formulado em Jacarandá, Maple e Mogno proporcionando uma sonoridade única.




O grande destaque do EGB 4100 são os seus captadores. Os captadores ativos são projetados com ímãs mais fracos e isto permite que a corda vibre por um tempo maior.  Os próprios fabricantes garantem que os captadores E-Plus ativos são provenientes de muitas pesquisas, captadores exclusivos da Eagle. Elaborados para garantir projeções e timbre de qualidades. A seguir você verá alguns detalhes importantes do baixo.  

Especificações
  • Corpo em Rosewood, Maple e Mogno
  • Braço em Maple
  • Escala e Cavalete em Jacarandá
  • Traste em Alpaca
  • Tarraxas blindadas Die-cast
  • Ponte Standard
  • Ferragem cromada
  • Captadores E-Plus ativos
  • Controles: volume, balance e tones
  • Acabamento acetinado

Opiniões De músicos Sobre o baixo EGB 4100 da Eagle 

Se você ainda tem dúvidas sobre a qualidade desse instrumento o melhor é acompanhar as opiniões de quem toca e o adquiriu. E sendo coerente com as informações anteriores, o baixo EGB 4100 da Eagle mostrou-se um instrumento de sucesso nas mãos de quem se interessa pelo assunto. Veja a seguir três comentários de consumidores.

Jadson Gilliardy de Sousa - 21/3/2015
Tenho esse baixo a algum tempo, nunca me decepcionou é um excelente instrumento. Mais ainda tenho dúvida por que no meu não tem o nome E-Plus nos captadores, mesmo assim o som dele é muito bom!
Wellington - 1/3/2010
Demais. Esse instrumento tem uma ótima qualidade de som, muito fera mesmo

Daniel Zannin - 25/9/2009
Este baixo, para quem quer começar a tocar, ou para os mais experientes é ótimo. Comprei esse instrumento faz alguns meses e não me arrependo. "Solta" um som ótimo e não fica embrulhado. Parabéns equipe Eagle. Oscar de melhor instrumento.
Obs.: Essas opiniões estão disponíveis no site do fabricante.

Confira logo a seguir um vídeo com mais detalhes sobre o baixo EGB 4100 da Eagle 

Irmão Lázaro fará lançamento de seu novo DVD em breve

// Nenhum comentário:
O cantor e deputado federal Antônio Lázaro Silva mais conhecido como Irmão Lázaro, realizou no último dia 27, a gravação do seu mais novo DVD.

Ele que já integrou a banda Olodum, após se converter ao cristianismo, iniciou sua carreira no gospel e tem sido bem visto pelo público religioso. O cantor garantiu muitos sucessos no segmento desde seu começo. 

Imagem da gravação do DVD
A produção desse novo DVD ficou na responsabilidade da Imagine Publicidade. Fontes destacam que além de ser um trabalho inovador, o irmão Lázaro contou com a participação de alguns cantores convidados.

Até então o último trabalho lançado pelo cantor foi  “Só Deus” no ano passado. Agora resta esperar para ver as novidades desse trabalho novo que em grande parte é bem misterioso. No momento não há muitas informações sobre a produção desse DVD.

A assessoria do cantor garantiu que o lançamento será ainda esse ano. Vamos aguardar!

Confira abaixo o clipe oficial da música “Quem era eu”, sucesso de 2012

5 Dicas Para Melhorar Seus Ensaios

// Nenhum comentário:
Antes de mais nada, pense a seguinte situação: você curte uma boa música, tem uma lista com as bandas e artistas que mais gosta e acabam sendo suas referências musicais; você até pensa em ser um músico, ou participar de uma banda de sucesso, e apesar disso mexer contigo, por vezes você para aqui, nesse pensamento.

Acredite! Essa situação descrita acima é mais frequente do que se possa imaginar. O problema é estar limitado ao desejo e não fazer nada para que ele se concretize. Isso é bem sério, você precisa se mobilizar, se deseja realmente alcançar progresso na música.

E hoje você receberá algumas dicas importantes para melhorar os ensaios com a sua banda, ou seu ensaio individual. Lembre-se. Para alcançar o desenvolvimento musical com qualidade, será necessário empenho e dedicação!



1 Faça um planejamento do ensaio

Monte um cronograma, organize bem o repertório a ser ensaiado, desse modo você economizará o tempo do ensaio e poderá aproveitá-lo com mais qualidade.

2 Seja pontual

Esse acaba sendo um dos maiores problemas quando o assunto é ensaio, a pontualidade. Se você enfrenta problemas com a pontualidade para a realização dos ensaios o melhor a fazer é conversar. Reserve um tempo em que a banda esteja presente e seja franco, fale da importância da pontualidade para os integrantes da banda e lembre a todos que eles seriam os maiores beneficiados se valorizarem os horários combinados.  

3 Promova a harmonia dos integrantes

É sempre bom garantir uma sinergia entre os integrantes da sua banda (se for esse o seu caso). A sinergia poderá contribuir muito para os resultados musicais, uma vez que todos os músicos envolvidos estão fortemente conectados e engajados, buscando os mesmos objetivos. Trabalhar a cooperação entre pessoas pode evitar atritos diante das divergências de opiniões sobre gostos, técnicas, ideias ...  

4 Pense no melhor local para o ensaio

Esse é outro ponto importante, definir o local para os ensaios (seja com uma banda ou sozinho). A interação com o ambiente pode favorecer o músico, mas também pode ser algo prejudicial, quando mal pensado.  Procure um lugar apropriado às demandas da banda e preocupe-se com a acústica desse lugar. Se optar por ensaiar em cômodos de casa, garagem, os espaços próximos a residências, evite estressar os seus vizinhos com volumes altos demais. 

5 Atente-se para os problemas encontrados no ensaio

Algo que poderá ajudar você bastante é passar a registrar os problemas recorrentes nos ensaios. Durante os ensaios, faça registro dos problemas e posteriormente você poderá buscar soluções para resolvê-los.


Conheça O PSR-EW400 Da Yamaha

// Nenhum comentário:
Hoje venho apresentar para vocês um excelente teclado digital, o PSR-EW400 da Yamaha, o modelo mais avançado da série PSR-E.

 O teclado digital PSR-EW400 da Yamaha possui bons atrativos: um teclado com 76 teclas sensitivas, nele vem incluso o novo timbre “Grand Piano”, além disso o PSR-EW400 da Yamaha permite que músicos façam conexão a dispositivos e computadores.  Possui armazenamento externo USB e saídas L/R independentes para acoplamento em sistemas de áudios.


Veja Também: Aprenda A Tocar Teclado Em Casa

O PSR- EW400 tem 758 sons com alta qualidade. Um instrumento que garante performances de piano com um som inspirador e bem instigante. Ele vem com 76 teclas e 48 notas de polifonia permitindo que o músico execute canções com mais flexibilidade e conforto. 

Algumas Especificações

  • 76 teclas sensitivas
  • 758 sons incluindo o novo, Grand Piano
  • 220 ritmos
  • Interface USB audio / MIDI Onboard
  • Conexão USB para leitura de Pen drive
  • Amplificação Estéreo com alto-falantes de 12cm de 12w
  • 2 saídas p-10 independentes (L/R) compatível com o dispositivo IOS

Os desenvolvedores desse instrumento merecem aplausos! O PSR- EW400 da Yamaha possui duas portas USB, a porta ‘USB TO DEVICE’, usada para armazenamento de dados em dispositivos externos e a porta ‘USB TO HOST’ onde se pode conectar o teclado num computador e fazer transferências de dados.


Confira a seguir, um vídeo em que a cantora Anne Caroline faz demonstrações do PSR-EW400 da Yamaha:


Cantor Chris Durán faz lançamento do álbum “Eloim”

// Nenhum comentário:
Chris Durán, que recentemente assinou com MK Music, fez o anuncio do lançamento de seu mais novo trabalho, o álbum "Eloim".


O álbum possui dez canções, além das inéditas há também regravações de músicas consideradas “sucessos” no gospel. 


Veja Também: Chris Duran É Novo Contratado Da Mk Music
Algo interessante a ser destacado sobre esse novo trabalho do cantor Chris Durán é que duas versões do cantor Chris Tomlin – “Jesus Loves Me” e “God’s Great Dance Floor”. “Jesus Me Ama” e “Dance” foram introduzidas nele. 

A distribuição desse novo trabalho tem previsão para o mês de setembro.

Confira uma prévia do CD “Eloim” logo abaixo:

Dicas Para Guardar Seu Violão

// Nenhum comentário:
O músico inteligente investe em conhecimento, num bom instrumento e também aplica-se no aprendizado constante do mesmo. Além disso, existem outros fatores essenciais que todo músico deveria tomar conhecimento. Instruções que poderão auxiliá-lo em seu desenvolvimento musical e crescimento pessoal.

Pensa na seguinte situação: Você está começando a estudar violão por conta própria, decidiu investir um bom dinheiro num instrumento que inicialmente está em perfeitas condições, depois de algum tempo utilizando o violão você reparou que ele apresenta o braço empenado e não sabe o motivo.


Se você iniciou seu estudos de violão, já adquiriu seu próprio instrumento, mas ainda tem dúvidas e dificuldades sobre a melhor forma de guardá-lo e/ou preservá-lo, acompanhe o desenrolar desse artigo, pois ele lhe apresentará dicas para guardar seu violão.

Desse modo você evitará danos ou perdas irreversíveis. Lembra daquela máxima? “Melhor prevenir do que remedir”, ela fica valendo!!! 

Como guardar o violão 

Logo a seguir você encontra algumas dicas para você guardar seu violão em casa após utilizá-lo.

Suporte de chão

Utilizado para apoiar o violão no chão. É um suporte bem simples e pode ser levado para qualquer lugar. 

Suporte de parede

Utilizado para guardar o violão pendurado pelo braço. Diferente do anterior, esse suporte é fixado na parede. 

Capa de violão


Protege seu violão de possíveis danos no acabamento, como também de poeira, sujeira, além de ser utilizada para transportá-lo.

Case térmico

Protege o violão das mudanças de temperatura. O violão não pode ficar exposto a umidade e a mudança de temperatura, pois isso seria prejudicial para o instrumento. 

Dúvidas Mais Frequentes

É necessário afrouxar as cordas do violão após terminar de tocar?
Não! Só se deve afrouxar ou remover o encordoamento do instrumento caso fique mais de seis meses sem utilizá-lo.

Deixar o violão em suportes de paredes pode danificá-lo?
Não. A utilização desse tipo de suporte não danificará o instrumento.

Devo colocar o violão na capa após terminar de tocá-lo?
A capa é utilizada para proteger o violão de possíveis arranhões, quedas, como também evitar o acúmulo de sujeiras e poeiras, como também facilita no transporte do instrumento. A capa é altamente recomendada.

Posso deixar o violão no chão apoiado na parede?
Não é recomendável guardar o violão nessa condição. Além do risco de uma queda o violão ficará exposto demais.  Outro fator a ser destacado é que, ao guardar o violão deve-se colocar o intrumento numa posição que não tencione o braço. 

Conheça O Piano Digital Clavinova CLP525R da Yamaha

// Nenhum comentário:
O som do piano é uma das coisas mais lindas de se ouvir, sem sombras de dúvidas! Dedicar-se ao estudo desse instrumento pode trazer muitos atrativos e benefícios, (levaria bastante tempo para descrevê-los).

Apesar do custo muito alto, e também de ser um instrumento de estrutura bem pesada e espaçosa, os músicos interessados nesse instrumento não precisam ficar desanimados de seus interesses, pois podem recorrer a opções. É o caso do Piano Digital Clavinova CLP525R da Yamaha. Hoje a proposta é que você conheça esse piano digital. Então continue lendo!

Os pianos digitais podem oferecer muitas funções que facilitam o aprendizado e propiciam uma performance com qualidade aos músicos.

O Piano Digital Clavinova CLP525R da Yamaha possui notas selecionadas e gravadas com muito cuidado para garantir uma reprodução fiel em todos os detalhes. Além disso, os músicos podem alterar o volume do piano se optarem por tons mais suaves.

De acordo com o próprio fabricante, esse é um instrumento elaborado com tecnologias únicas visando atingir passagens de tons mais suaves em contraponto ao toque dos músicos.

Descrição

  • Teclado GH3 com superfície em marfim Sintético
  • Gerador de expressão genuína de um piano de cauda com 256 notas de polifonia
  • Design Clássico, moderno e elegante
  • Tonalidade suave e natural em todo o teclado
  • Otimização Acústica, conferindo um balanço da tonalidade
  • Controlador Acústico Inteligente (IAC)
  • Som balanceado com graves envolventes e agudos claros e limpos
  • Permite a execução de qualquer peça musical
Um recurso diferencial que o Piano Digital Clavinova CLP525R da Yamaha apresenta é o gerador de expressão genuína (GRE), integrando a sonoridade e o toque para proporcionar uma reprodução fiel de um piano acústico.
 

Com o avanço tecnológico os pianos digitais são atualizados periodicamente com a introdução de mais recursos que possam permitir experiências marcantes e ao mesmo tempo facilitar sua utilização.  

Ficou Curioso? Então Confira No Vídeo A Seguir Um Pouco Mais!


Cantora Arianne Fará Pré-Venda De Seu Mais Novo CD, "Outono"

// Nenhum comentário:
A cantora carioca Ariane de Souza Bertho, mais conhecida por Arianne, fará a pré-venda de seu mais novo trabalho intitulado “Outono”.

Arianne iniciou sua carreira solo com 19 anos, quando começou a dedicar-se ao seu primeiro trabalho, o CD intitulado “Por Me Amar” que foi lançado no ano de 2009. Antes de seguir carreira-solo, a cantora era backing vocal da Fernanda Brum e chegou a participar de gravações em outros trabalhos gospel.


A cantora gospel vem passando por um novo momento em sua carreira musical. Com um trabalho voltado para o Folk Music, Arianne traz algo bem diferente de seus anteriores.  O CD “Outono” foi produzido por Serginho Cavalieri e gravado nos Estados Unidos.  A Onimusic ficará responsável por toda distribuição nacional. 

Cifras ou partituras?

// Nenhum comentário:
Quando o assunto é estudar música, o momento inicial é encarado como o de maior dificuldade. É quando tudo ainda está novo e vem as primeiras complicações. Muitos que decidem estudar um instrumento acabam desistindo por acreditar que nunca conseguirão tocá-lo.

Além das preocupações com as técnicas voltadas para a prática, uma das grandes preocupações de quem está começando, (e com grande razão) é a teoria musical.



É essencial para o desenvolvimento do músico que ele compreenda a teoria musical, pois sem o estudo teórico ele estará limitando seu progresso.

Sendo essa uma das grandes preocupações daqueles que iniciam seu aprendizado musical, dois caminhos são escolhidos com esse propósito. A utilização de cifras ou de partituras para a reprodução e registro de músicas.  

Esse artigo foi elaborado pensando nisto para que você entenda um pouco mais sobre as cifras e as partituras. Acompanhe!

A cifra é um método usado para facilitar a reprodução de músicas. Tem sido a escolha feita por muitos que desejam aprender a tocar um instrumento de modo mais prático. 

Utiliza-se geralmente a representação através de letras que identificam a nota que deverá soar.
Para exemplo você poderá ver num quadro logo abaixo, a relação de letras para cada nota musical. 

Apesar dessa ideia de facilidade que a utilização de cifras possa conferir, é considerada como um recurso bastante limitado se comparado com a partitura.

Muitos apontam a partitura como melhor opção (desqualificando a leitura com cifras). Na partitura as notas musicais são representadas na pauta que é constituída por linhas e espaços que são usados para representar uma nota musical diferente. Abaixo você também encontrará um exemplo.


Além da pauta, outro recurso importante na partitura é a clave. Ela indica ao músico como ler a pauta e as notas só podem ser identificadas por meio da clave. Existem três tipos de claves: de Sol, de Fá e de Dó. Abaixo você também encontrará um exemplo.


A partitura é essencial para o músico que deseja tocar com destreza. Com esse método o ritmo a melodia e harmonia são plenamente representados.  As cifras vão conter os acordes sendo implícito desvendar o ritmo e a melodia.

Muitos músicos recomendam estudar o instrumento principalmente utilizando a partitura por ser um método mais completo para a execução de qualquer canção.

Músicos que fazem uso da partitura destacam que quando o indivíduo tem um domínio excelente sobre seu instrumento mesmo sem usar partitura ele consegue executar com facilidade e tocar com qualidade, no entanto a utilização de partituras trariam maiores oportunidades e ele não perderia trabalhos que necessitasse dessa metodologia.

Lembre-se! É importante demais estar antenado sobre os recursos teóricos disponíveis, pois isso poderá facilitar ainda mais seus estudos. E se você tem desejo de tocar um instrumento e está começando do zero, seja persistente e trace objetivos, procure bons materiais para essa empreitada. Invista cada vez mais em si mesmo! 


Conheça O Violão Tárrega E da Di Giorgio

// Nenhum comentário:
Esse artigo foi pensado para os violonistas de plantão que adotam uma modalidade clássica. Vamos falar de uma marca bem conceituada e que  dificilmente, ou por poucos detalhes é mal vista pelos consumidores.

Hoje você saberá um pouco mais a respeito do Violão Tárrega E da Di Giorgio.


O Violão Tárrega E da Di Giorgio possui Caixa de ressonância confeccionada em Jacarandá da Bahia, tampo maciço em Spruce Canadense, com ressonador interno que personaliza sua sonoridade, escala em Ébano da Índia. 
Veja Também: Como Tocar Violão - Guia Completo ParaIniciantes
O Violão Tárrega E da Di Giorgio possui 19 trastes em alpaca importado, comprimento da escala 640mm e largura da pestana 51,5mm. Tarraxas douradas importadas, cordas de nylon importadas.

Características do Violão Tárrega E da Di Giorgio

  • Cor: Natural 
  • Verniz: Brilhante 
  • Modelo: Tradicional 
  • Formato: Clássico com Ressonador 
  • Cordas: Nylon 
  • Caixa: Indian Rosewood 
  • Tampo: Spruce Canadense 
  • Escala: Ébano da Índia 
  • Trastes: 19 Alpaca 
  • Escala (cm): 640 cm 
  • Pestana (mm): 51,5 mm 
  • Tarraxas: Douradas 
  • Tensor: Bilateral 
  • Afinador: Digital 
  • Equalizador: 5 Bandas 
  • Entrada: P10 / XLR 
Apesar de muitos pontos atrativos sobre o Violão Tárrega E da Di Giorgio muitas observações foram feitas sobre esse instrumento. Elas indicam que o valor do violão está um pouco acima para o que ele oferece. Entenda, o determinante para o custo de um instrumento será sempre a qualidade do material do qual ele é feito.

Muitos profissionais e músicos experientes tem suas opiniões quanto a escolha de seus instrumentos e equipamentos. É normal ao longo do desenvolvimento musical formular algumas demandas pessoais antes da aquisição de um instrumento.

Caso tenha dúvidas mais relevantes sobre o Violão Tárrega E da Di Giorgio recomendo que busque uma orientação de alguém que tenha experiência com violões clássicos e explique para ele o que você mais procura num violão clássico. 

Confira logo abaixo um vídeo  para conhecer o som do Violão Tárrega E da Di Giorgio

Artigos Recentes