Torne-se um fã do blog no Facebook e receba gratuitamente um e-book com "6 dicas para se tornar um ótimo músico"

Técnicas de Canto Black 2 – Melismas (Com Áudio)


Olá Galera Music, continuando o artigo sobre Técnicas de Canto Black, no artigo anterior, falei sobre Vibratos, e ainda postei alguns exercícios em Áudio para treinamento!

Hoje falaremos sobre Melismas, O Melisma  tem se tornado cada vez mais um assunto muito popular ente cantores e estudantes de canto, todos que estão aprendendo a cantar ou já cantam há tempos tem dúvidas, não sabem, ou conhecem muito pouco a respeito do que são melismas de onde veio isso, qual definição correta, muitos definem melismas apenas como aquelas voltinhas ou firulas que geralmente os cantores de musica negra usam quando cantam.

 

Acredito que sem conhecer a raiz de uma técnica vocal  ou musical você nunca vai conseguir estudar com total qualidade, essa é a razão pela qual estou escrevendo este guia, afinal de contas o que é melisma?


Vou tratar de melismas  desde a sua essência, como nasceu, onde era usada e como está hoje em dia, pois muitos pensam que o melisma foi algo criado recentemente como uma técnica para música contemporânea e estão enganados, Leia com Calma, tire suas dúvidas se necessário através do nosso twitter @claudiolmusic ou nos comentários.

blackmusic


O que é Melisma?

 

Melisma é um termo musical mais comumente utilizado para o canto(já vi ser utilizado por organistas também), e nada mais é do que a técnica de mudar a nota de uma silaba enquanto está sendo cantada, ou seja, enquanto você canta um “Laaaa” e muda a nota você já está fazendo melisma, não é necessário haver muitas notas para se caracterizar o melisma como muitos pensam, mas atenção para que seja considerado como um melisma a nota deve variar enquanto você emite o som dessa silaba o que foge disso não é melisma. Sempre que for questionado sobre o que ver a ser isso, você já pode explicar muito melhor do que apenas dizer que são aquelas voltinhas que os cantores fazem na música, até mesmo porque existem tipos e tipos de “voltinhas” e nem todos são melismas, mas isso aprenderemos mais a frente em outros artigos ou aulas de canto.

 

Melisma X Apogiatura

 

Um erro comum é confundir melisma com apogiaturas, as definições são muito parecidas, mas não podemos confundir, saiba o seguinte: Todo melisma é uma apogiaturas, mas nem toda apogiaturas é um melisma. Vou explicar por que.
Uma apogiatura nada mais é que uma aproximação cromática ou não de notas ou seja, uma breve sucessão de notas mas não necessariamente na mesma sílaba o que já descaracteriza um melisma. Apogiatura é um termo musical genérico, presente não apenas no canto, mas também em outros instrumentos. Falaremos mais sobre apogiaturas em um artigo separado.

 

A História do Melisma

 

Como disse acima o melisma está longe de ser um invento contemporâneo, o registro mais antigo do uso de melisma que temos vem de partituras muito antigas de canto gregoriano, isso mesmo, aquele dos padres. Também era muito utilizado pelos Hindus e Muçulmanos em suas músicas, tudo isso veio caminhando até os dias de hoje até chegar no Gospel que é o estilo musical mais influente para os negros que popularizaram essa técnica, hoje em dia o melisma é ferramenta e alvo de estudo de grande parte dos cantores populares.

 

Como estudar Melismas?

 

Assim como toda técnica de ornamentação o melisma depende principalmente de um vibrato bem trabalhado, sem uma técnica de vibrato corretamente trabalhada e controlada não é possível fazer melismas definidos e rápidos, pois como vimos anteriormente o melisma é a mudança de nota em uma mesma sílaba, ou seja, muitas vezes você tem um segundo ou menos para fazer essa variação de notas. Outro ponto importante é sua afinação ela deve ser perfeita, você deverá estar familiarizado com pelo menos 4 tipos de escalas, maior, menor, menor melódica e menor harmônica. Se você estiver com a escala maior afiada já é possível fazer um bom trabalho com melismas, a razão disso é que para variar entre as notas você vai precisar estar seguro de quais notas você poderá utilizar, mesmo que de forma intuitiva.

Conclusão

 

Para fazer o uso correto de melisma é necessário muito estudo e bom senso, caso contrário você não terá domínio total sobre a técnica ou irá cometer erros desnecessários na sua aplicação. Hoje em dia existem muitas referências que você pode seguir até mesmo para Aprender Sozinho.
Fonte: Cantar Bem
Alguns exercícios em áudio para treinar Melismas.
Exercício de Melisma 1
Exercício de Melisma 2
Demonstração de Melismas

Acompanhe-nos:
Não perca nenhuma atualização do blog, Siga-nos no Twitter, Assine o Feed e receba atualizações no seu e-mail, Curta nossa Página do Facebook e não esqueça de comentar o artigo.
Siga-nos no Twitter e ganhe totalmente grátis uma apostila de Contra-Baixo, clique aqui e baixe Compêndio do Baixo Elétrico.

Comentário(s):

0 comentários:

Seu Comentário é sempre Bem Vindo.
Comente, Opine, Se Expresse! Esse espaço é seu.
Os comentários serão moderados e respondidos.
Se quiser contato via email utilize o Formulário de Contato

Premium Blogspot Templates
Copyright © 2012 ClaudioLuizMusic Política de Privacidade